Betina Viany, Louzadinha e Luiz Carlos Buruca

Betina Viany, Louzadinha e Luiz Carlos Buruca

Memória-Mestres é um projeto idealizado pela atriz e diretora titular da Área Artística do SATED-RJ (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro), Betina Viany, que visa registrar, em DVD, a trajetória de importantes e renomados artistas e técnicos brasileiros que contribuíram para a história das artes cênicas de nosso país.

É um registro informativo que resgata, por meio de entrevistas, depoimentos, fotografias, imagens gravadas, a memória de grandes nomes das artes cênicas que estão ou estavam em cena, e aqueles que também deram sua contribuição, nos bastidores. São intérpretes do teatro, do cinema, do circo; camareiros; maquiadores; cenógrafos; etc.

O objetivo do projeto é criar um veículo documental dos profissionais do cenário cultural, para que esta e as futuras gerações possam conhecer a vida, a obra e a colaboração dos que fizeram e fazem parte da história das artes cênicas no Brasil.

Memória-Mestres, realizado pela própria diretora do SATED-RJ, Betina Vianny, e pelo diretor artístico, Luiz Carlos Buruca, conta a princípio com a parceria do CTAv na edição, autoração e mixagem do material audiovisual sobre Oswaldo Louzada.

Desde agosto de 2007 até o início deste ano, seis personalidades já deram seus depoimentos: o ator Oswaldo Louzada, o “Louzadinha”, falecido no início deste ano, que testemunhou 90 anos de histórias das artes cênicas; a atriz Ruth de Souza, uma das grandes atrizes da dramaturgia nacional; Fernando Pamplona cenógrafo e carnavalesco; o palhaço Treme-Treme, responsável por grandes conquistas da arte circense no Brasil; a atriz Dinorah Marzullo, vinda de uma família de artistas; e por fim, Ney Mandarino, camareiro, com 60 anos de dedicação e amor à profissão.

O Memória-Mestres deixará à disposição, na sede do SATED, DVDs com os depoimentos de personalidades importantes para o nosso Brasil. “Os depoimentos são registros belíssimos e significativos não só para estudantes e jovens profissionais, mas também para todos que se importam com a memória brasileira”, afirma Buruca.

O projeto conta ainda com o apoio da FUNARTE e do STIC ( Sindicato Interestadual dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual).

Para prosseguir com o projeto, a diretora titular da área artística do SATED, Betina Viany, afirma ao CTAv que a equipe busca o apoio de possíveis patrocinadores.

Em agosto de 2007, Oswaldo Louzada inaugurou o Memória-Mestres, concedendo a primeira entrevista. Meses depois faleceu, deixando 70 anos de grandes atuações, sejam elas em palcos brasileiros e europeus, em radioteatros, na televisão e no cinema. Sua estréia foi antes dos 10 anos, na peça “O mártir do calvário”. Entre muitas lembranças, Louzadinha fala com muito carinho e riqueza de detalhes sobre o reconhecimento da profissão e a fundação do Retiro dos Artistas. O pai do ator foi um dos fundadores do Retiro dos Artistas. Louzadinha,exerceu, mais tarde, a função de conselheiro do Retiro. Seu primeiro trabalho na TV foi em “Câmera 1”. Era uma peça inteira, ao vivo, com uma só câmera. No teatro de revista, atuou ao lado de Oscarito, Pedro Dias e Aracy Côrtes. Em espetáculos de outros gêneros, trabalhou com Procópio Ferreira, Vicente Celestino, Mário Lago e Alda Garrido.