Entre os dias 22 e 27 de agosto acontece a 11ª Mostra CineBH, mostra de cinema que busca estabelecer diálogo entre culturas e mercados. O  evento também sedia o 8° Brasil CineMundi, encontro de coprodução que conecta integrantes da indústria cinematográfica brasileira com representantes da indústria audiovisual internacional, ampliando a rede de contatos e atraindo novos investidores, produtores e cineastas para o país.

Como temática central desta edição, a Mostra CineBH adotou o “Cinema de Urgência”, proposta que se originou na percepção da reação do cinema às instabilidades políticas e econômicas pelas quais o Brasil tem passado nos últimos três anos. São mais de cem filmes nacionais e internacionais em exibição, sendo a abertura marcada com a pré-estreia do filme Corpo Elétrico, de Marcelo Caetano, no Cine Theatro Brasil Vallourec.

A homenagem, por sua vez, fica para o diretor, crítico e ator francês Pierre Léon, personalidade expoente da produção independente na Europa. O próprio diretor é convidado especial da Mostra, participando de sessões comentadas e de um encontro com o público e, a ele é dedicada uma retrospectiva que reúne quatorze de suas obras, entre elas A França, Biette e Duas Damas Sérias.

O evento ocupa diversos espaços de Belo Horizonte: a Fundação Clóvis Salgado, o Teatro Sesiminas, o Sesi Museu de Artes e Ofícios, o Sesc Palladium, o Cine Theatro Brasil Vallourec, o MIS Cine Santa Tereza, o Cine 104 e a Praça da Estação. É justamente nesta praça que será realizada pela primeira vez a mostra Clássicos na Praça, que exibe filmes populares ao ar livre para o público.

A mostra traz ainda atividades de capacitação e formação para profissionais do setor, da educação, jovens e interessados em geral, oferecendo cinco oficinas, um workshop internacional e uma master class, além de outras atrações variadas, como debates, encontros, diálogos, Mostrinha de Cinema, sessões cine-escola e atrações artísticas.

Para saber mais, acesse o site ou página oficial da Mostra no Facebook.