O Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás está com as inscrições abertas. Nesta 4º edição, o festival vai comemorar os 50 anos de Stonewall. Mais de 600 filmes com temática LGBTI + são esperados de todo o mundo. O evento vai acontecer do dia 23 ao dia 29 de maio no Cinema Lumíere do Banana Shopping. O projeto conta com o apoio da Lei Municipal de Incentivo a Cultura da prefeitura de Goiânia.

Serão 7 dias de debates, oficinas de curta metragem e drag queens, mostras paralelas, homenagens e reflexões por meio do teatro, da performance, literatura e cinema. Os vencedores além de troféus vão ser agraciados com diversos incentivos como: bolsas de estudos e a difusão de seus filmes, sendo que o melhor curta-metragem eleito pelo júri popular irá receber do Centro Técnico Audiovisual (CTAv) o apoio em uma nova produção cinematográfica, através do empréstimo de equipamentos.

As inscrições pelo site do festival são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 20 de abril. Serão aceitos curtas e longas metragens com tema voltado para o universo LGBTI + (Lésbicas, Gays, Bisexuais, Transgêneros, Intersexuais e mais representações de gênero), com finalização a partir de 2017 e não disponibilizados na internet, o regulamento completo pode ser lido aqui. Para demais dúvidas, envie um e-mail para inscricoes2019@digofestival.com.br.

“O DIGO começou grande como um festival de artes integradas e hoje é referência do centro-oeste. Ele foca na questão da diversidade sexual e de gênero e proporciona aos participantes muitas informações e também formação”, explica o diretor geral Cristiano Sousa. Segundo ele essa 4º edição está repleta de vários filmes inéditos. “O DIGO é um filho nosso, que cresce e que traz bons frutos – pois, se tornou importante para Goiás e, especialmente, para as pessoas que participam. Os relatos são emocionantes, pois muitos deles se sentem representados pelo festival”, complementa.

O episódio conhecido como Stonewall Riot (Rebelião de Stonewall) que a edição rememora teve duração de 6 dias e foi uma resposta às ações arbitrárias da polícia, que rotineiramente promovia batidas e revistas humilhantes em bares gays de Nova Iorque. O ocorrido foi no dia 28 de junho de 1969, Stonewall Inn, Greenwich Village, Estados Unidos. Essa rebelião deu bases para o movimento pelos direitos LGBT nos Estados Unidos e no mundo.

A proposta do DIGO é evidenciar a 7º arte e suas cores pautadas na luta pelos direitos humanos. Além disso, oportunizar todo tipo de manifestação artística gerando diversidade, inovação e amor sem preconceitos ou restrições. Nesse ano, traz como temática a História do Movimento LGBTI+ no Brasil.

Saiba mais em digofestival.com.br.

Fonte: Assessoria de imprensa do DIGO