CTAv marca presença em mais uma edição da mostra mineira.


 

O CTAv esteve presente na 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes, que aconteceu de 24 de janeiro a 1º de fevereiro na cidade, reunindo público de mais de 37 mil pessoas e 113 filmes brasileiros com exibição gratuita.

Sua participação este ano foi através da realização da oficina Produção sonora para filmes de animação e ficção, que recebeu cerca de vinte alunos, entre profissionais do som, realizadores, músicos e jornalistas, aliando teoria à prática. Isso porque, enquanto aprendiam, os participantes produziam também sua versão sonora para o filme Quando os morcegos se calam, de Fábio Lignini, que foi exibida antes da entrega dos certificados.

“Foi uma experiência bem interessante levar esse conteúdo a um público tão diversificado como o que encontrei na Mostra Tiradentes. Mapeamos ali interesses em diferentes aspectos do processo de som de um filme, como gravação de efeitos, trilha musical, mixagem, o que demonstra bem a amplitude do tema e a demanda de capacitações na área.”, diz Alexandre Jardim, mixador do CTAv responsável por ministrar a oficina.

A coordenadora geral substituta do CTAv, Débora Palmeira, também compareceu à mostra para participar da cerimônia de premiação. Yuri Costa, diretor do curta vencedor pelo Júri Crítico Egum, e Catarina Doolan, diretora do melhor curta eleito pelo Júri Popular A Parteira, receberam diretamente de suas mãos o certificado do Prêmio CTAv, que concede 20 horas para serviço de mixagem e duas semanas de empréstimo de câmera (SI 2K).

Confira as fotos abaixo:

 

Vídeo da 23ª edição da Mostra Tiradentes (Universo Produção):